fbpx

Robert Parker… Já ouviu falar?

Considerado o crítico de vinhos mais influente do mercado, Robert Parker criou uma escala de pontuação para avaliação da bebida, considerada a mais respeitada do mundo.

Seu método de análise, conhecido como Escala Robert Parker, vai de 50 a 100 pontos e funciona da seguinte forma: cada vinho possui uma base mínima de 50 pontos e o restante dos pontos são divididos em diferentes critérios como cor e aparência, aroma e bouquet, sabor e acabamento e potencial para evolução.

A cor e aparência é a primeira etapa da análise técnica de um vinho e considera, entre outros aspectos, a tonalidade da cor, a limpidez e o brilho, somando até 5 pontos à nota final.

Na etapa aroma e bouquet, analisa-se o nível de intensidade e dimensão da bebida, podendo somar até 15 pontos.

No momento de análise do sabor e acabamento avalia-se a intensidade, o equilíbrio, a limpeza e a profundidade no palato, somando um máximo de 20 pontos.

Por fim, a avaliação do potencial para evolução, a qual soma até 10 pontos, analisa o nível de qualidade e potencial de envelhecimento da bebida.

Após a análise de todos os critérios acima, os vinhos são categorizados conforme abaixo:

  • 50 – 59: inaceitável.
  • 60 – 69: abaixo da média.
  • 70 – 79: médio, mas bem produzido.
  • 80 – 89: levemente acima da média, sem falhas perceptíveis.
  • 90 – 95: excelente.
  • 96 – 100: extraordinário.

Todo vinho pontuado é relevante, porém, nada substitui o seu paladar.

Experimente alguns vinhos considerados excelentes na Escala Robert Parker:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading...